domingo, 31 de julho de 2011

Veio de dentro

Meu olhar mudou várias vezes e eu posso perceber isso claramente quendo vejo minhas fotos antigas. Eu sorria mais, tinha mais brilho no olhar, sonhava mais...
Hoje olho pro futuro e só consigo imaginar todos meus planos frustrados! Sinto uma imensa vontade de chorar que está engastalhada dentro de mim... pior que isso, meu coração está chorando... e tenho medo de quando transbordar.
Não sei o que fazer... minha vida hoje é uma sucessão de coisas que não termina... não tenho tido tempo pra sentir! Quero abraçar uma amiga com quem não falo mais, quero dizer praquele homem o quanto eu fui burra, quero poder abraçar a melhor mulher do mundo e dizer o quanto eu a amo...sem ter que pedir por esse abraço. Acima de tudo quero me perdoar...
Parece que tudo isso é impossível... e agora se converte num travesseiro q vai se molhando aos poucos... por lágrimas que carregam dor e medo.
Medo de crescer... medo que eu senti quando abri a porta do meu banheiro e me dei conta de que moro sozinha! Assim, depois de um banho... enquanto me secava, abri a porta e dei de cara com ninguém! O vazio me deu um tapa e disse: está só!
É assim que eu me sinto... por mais que eu compre, por mais que eu coma, por mais que eu malhe... por mais que eu saia, beije e ria...
Estou quebrada por dentro e isso é doloroso demais! Não sei se quero um grande amor, por que acho que não sei amar. Eu não sei o que eu quero... não sei o que há pra querer nessas horas...
Bom eu sei... eu sei bem o que eu quero... e nunca mais vou ter... o abraço do meu super herói... que foi embora tão cedo da minha vida... queria aquele abraço que eu idealizo na minha mente desde aquele dia na garagem enquanto esperava... quero um abraço que não existiu... e que eu nunca vou sentir denovo...
Queria suas mãos que eram tão grandes... mas tenho certeza de que agora as minhas tem quase o mesmo tamanho... eu cresci...sem você. Dói crescer... dói demais... sem você... que nunca vai ler isso.
Sem você que nunca vai escrever de novo o que escrevi no meu pulso... que é o que eu sinto agora... no mais escuro momento da noite... eu sinto, eu respiro, eu sou... feita inteira de saudade!
E não quero deixar isso ser visível... quero esconder os olhos vermelhos de choro... pra tornar tudo anestesiado! Pra esperar mais uma madrugada solitária dessas e poder chorar mais... até esvaziar. E lentamente ir enchendo, acumulando... pra transbordar novamente numa outra hora qualquer.
Saudades...saudades de você! Essencialmente de você! Meu herói... meu maior amor!

3 comentários:

Tanialeixo disse...

Olá Luiza!!!

A um tempo atraz eu não entendia por que tinhamos que passar por momentos difíceis e muitas vezes estamos sozinhos nesses momentos.
Eu descobri que esses momentos são essenciais para o nosso amadurecimento, para nos tornarmos mais fortes.


Beijoooss
Até+
TaniaRibeiro
www.tanialeixo.blogspot.com
@tanialeixo

Tatati Mendes disse...

Sinto a mesma sdd... e do mesmo herói... te amo irmã linda... bjos

Aline Stanescos disse...

Chorei ! Só isso ...